Plan International Brasil 11 4420.8084

Liberdade on-line?

Tempo de leitura: < 1 minuto

A pesquisa Liberdade On-Line foi realizada com mais de 14 mil meninas e jovens mulheres em 22 países. Nela constatamos que mais de metade destas jovens (58%) já foram assediadas nas redes sociais. A violência on-line é grave, causa danos e silencia a voz das meninas. No Brasil, 500 meninas participaram da pesquisa, e o percentual das que já foram assediadas é ainda maior que a média global: 77%. Os tipos de assédio que estão listados neste relatório passam por ameaça de violência sexual, assédio sexual, comentários racistas e/ou LGBTQI+, perseguição, linguagem abusiva, entre outros. A solução não é estimular a saída das redes, mas é preciso urgentemente tratar destes abusos, inibi-los, penalizar os que o exercem e responsabilizar todas e todos pela segurança destas jovens.

Baixar PDF
Voltar para Estudos & Pesquisas