Plan International Brasil 11 4420.8084

Jovens do programa Adolescente Saudável enviam mensagens a líderes mundiais

Tempo de leitura: 2 minutos

Jovens do programa Adolescente Saudável enviam mensagens a líderes mundiais reunidos na Assembleia Geral da ONU

Acesso universal à saúde e ações para proteção do meio ambiente estão entre as demandas compartilhadas por adolescentes em cartões postais

"É necessário mais atenção à saúde emocional dos jovens e adolescentes”, pediu Rafaella, de 17 anos

Jovens do Brasil, Índia, Quênia e Indonésia que participam do Programa Adolescente Saudável (PAS) pediram melhorias em políticas públicas para saúde, educação e meio ambiente por meio de mensagens escritas em cartões postais destinados aos líderes mundiais reunidos na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York. O programa Adolescente Saudável é uma iniciativa da farmacêutica AstraZeneca com a Plan International Brasil e torna adolescentes de comunidades do Capão Redondo e do Grajaú, em São Paulo, multiplicadores de cuidados com a saúde.

Convidados a escrever para líderes de cerca de 150 países que se reúnem em Nova York a partir desta terça-feira, 24, para o debate geral da 74ª sessão da Assembleia Geral da ONU, os adolescentes brasileiros destacaram o tema da saúde. “Eu gostaria que a saúde dos adolescentes fosse algo mais priorizado, que nós tivéssemos acesso a postos e que tivéssemos palestras”, escreveu Ketelyn, de 14 anos.

A importância dos cuidados com a saúde mental também foi lembrada pelos(as) adolescentes brasileiros(as): “É necessário mais atenção à saúde emocional dos jovens e adolescentes”, pediu Rafaella, de 17 anos, em referência à presença de psicólogos em escolas e outras instituições que atendem esse público.

A cobertura universal de saúde será um dos temas discutidos no debate geral da ONU e permeou os recados de adolescentes e jovens de outros países além do Brasil. “Nós, no Quênia, queremos que vocês melhorem a capacidade dos trabalhadores de saúde para garantir serviços de saúde adequados aos jovens”, escreveu Stanley, de 18 anos.

Na Índia, uma demanda recorrente foi pela disponibilização de médicos e conselheiros tanto do sexo feminino quanto do masculino, com quem meninos e meninas possam se sentir à vontade para compartilhar seus problemas.

Outra preocupação expressada pelos jovens indianos foi em relação ao meio ambiente. Eles pediram o banimento do plástico, o plantio de mais árvores e ações para reduzir a emissão de gases de efeito estufa. Ações de combate às mudanças climáticas estão entre os principais temas a serem discutidos na reunião global.

Na Indonésia, quarto maior produtor de cigarros do mundo, os jovens deixaram claro o quanto são impactados pelo tabaco. “Quero poder respirar um ar limpo sem a fumaça de tabaco. Quero que as leis do governo nos protejam”, escreveu Alvi, de 17 anos. Lufti, de 15 anos, disse que, em sua região, 95% dos jovens fumam e Kinar, de 13 anos, pediu pela criação de mais áreas livres de cigarro.

O debate geral de líderes mundiais na Assembleia Geral da ONU vai até 30 de setembro.

Dia do Adolescente

No dia 21 de setembro, adolescentes do programa Adolescente Saudável comemoraram o Dia do Adolescente com uma série atividades na 3ª Feira Literária Infanto-Juvenil da EMEF Mário Marques, do Jardim Ângela, em São Paulo. A programação incluiu oficina de produção de sucos naturais, produção de cartazes sobre igualdade de direito para meninas, além de brincadeiras tradicionais e leituras de livros.