Plan International Brasil 11 4420.8084

Meninas assumem papéis de liderança em diversas instituições no Dia da Menina

Tempo de leitura: 3 minutos

Meninas assumem papéis de liderança em diversas instituições do país no Dia Internacional da Menina

Com o movimento #MeninasOcupam, iniciativa da Plan International Brasil, crianças, adolescentes e jovens de várias regiões do país se unem para lutar pelos seus direitos.

Meninas se uniram para lutar pelos seus direitos e mostrar que lugar de menina é onde ela quiser.

Meninas de todo o país se uniram no último dia 11 de outubro, Dia Internacional da Menina, para lutar por seus direitos e mostrar que podem ocupar espaços de liderança em diversos segmentos. Instituída desde 2012 pelas Organizações das Nações Unidas (ONU), a data visa celebrar os avanços realizados na promoção dos direitos das meninas, além de chamar a atenção sobre a real necessidade de eliminar as desigualdades de gênero no mundo inteiro.

No Brasil, o Dia Internacional da Menina é marcado pelo movimento #MeninasOcupam, idealizado e realizado pela Plan International Brasil. Nesta data, meninas participantes dos projetos da organização assumem por algumas horas posições de liderança em empresas, órgãos públicos e outras instituições. Assim, elas desafiam as premissas que determinam, prejudicialmente, sobre o que podem e devem fazer, e nos mostram quão capazes elas são para ocupar todo e qualquer espaço de poder que quiserem.

Neste ano, várias ocupações foram realizadas nos Estados do Maranhão, Piauí, São Paulo e Bahia. Confira alguns momentos marcantes do #MeninasOcupam no Dia Internacional da Menina em 2019:

#MeninasOcupam o Governo do Estado do Maranhão

Júlia, 16 anos, coordenou o lançamento do Plano Estadual para a Primeira Infância do Maranhão (Foto: Nael Reis)

A adolescente Júlia Rebeca, de 16 anos, ocupou o cargo de Flávio Dino, governador do Maranhão, e coordenou o lançamento do Plano Estadual para a Primeira Infância. Em um discurso que emocionou a todas e todos pela potência de suas palavras, Júlia compartilhou um pouco da sua trajetória na luta pela igualdade e explicou como esse plano poderá impactar positivamente na vida de centenas de meninas.

“Quando a gente fala sobre o direito de crianças, a gente não tá falando só sobre elas. A gente tá falando sobre todas as pessoas que vivem ao redor delas. E eu falo, enquanto menina, que a gente precisa ter um olhar sensível para as mães adolescentes e o quanto esse plano vai impactar a vida de cada uma delas. Porque quando a gente garante que crianças vão ter acesso à saúde, lazer, à educação, a gente tá garantindo que essas mães também vão poder trabalhar, estudar e, além do mais, vão poder cuidar das crianças”, disse Júlia, que já fez parte do projeto Escola de Liderança para Meninas.

#MeninasOcupam a TV Guanaré em Caxias – Maranhão

Valéria, 22 anos, e Celine, 16 anos, ocuparam o lugar das apresentadoras Marcela Ramos e Cláudia Brasil, TV Guanaré, afiliada da Rede TV, em Caxias, no Maranhão.

Além do governo do Estado, as meninas ocuparam a prefeitura de Codó e Timbiras, a Casa da Mulher Brasileira em São Luís, Delegacias da Mulher, o Instituto Estadual do Maranhão, além de rádios e programas de TV. As meninas Valéria, 22 anos, e Celine, 16 anos, ocuparam o lugar das apresentadoras Marcela Ramos e Cláudia Brasil, na TV Guanaré, afiliada Rede TV.

#MeninasOcupam a Câmara de Vereadores de Teresina – Piauí

Stefany, 16 anos, assumiu o gabinete da vereadora Teresinha Medeiros, em Teresina, no Piauí.

A adolescente Stefany, 16 anos, assumiu por algumas horas o cargo da vereadora Teresinha Medeiros, do município de Teresina (PI). A cidade é a primeira capital do Brasil a instituir a data do dia 11 de outubro. As meninas também ocuparam cargos de liderança na Plan International Brasil e em comemoração a data, também foi realizada a Conferência Livre para as Meninas, na Câmara Municipal de Teresina. Na ocasião, elas debateram sobre questões relacionadas à sororidade, direitos reprodutivos e desigualdades de gênero.

#MeninasOcupam o Jornal da Cultura em São Paulo

Eyshila e Daniele assumem a apresentação do Jornal da Cultura, em São Paulo.

A primeira edição do Jornal da Cultura em São Paulo foi ocupada pelas adolescentes Daniele, 19 anos, e Eyshila, 19 anos, integrantes do projeto Escola de Liderança para Meninas. Elas conheceram toda a rotina de produção do telejornal e assumiram as posições dos apresentadores Aldo Quiroga e Joyce Ribeiro – que é embaixadora da Plan International Brasil. Assista aqui e veja como foi.

Participar de um telejornal ao vivo e poder levar a causa das meninas em rede nacional foi uma grande oportunidade de reforçar seus direitos. “É preciso olhar para as meninas e pensar nas meninas, no futuro que elas terão. Então o fato de estarmos aqui, poder dizer isso, é muito gratificante”, disse Eyshila. “Para nós, meninas, é difícil ter um momento de voz, que a gente possa falar o que a gente pensa. Estando aqui é um momento de falar o que a gente pensa e o que a gente precisa”, complementou Daniele.

Além da TV Cultura, o Dia da Menina em São Paulo foi marcado pelas ocupações na AstraZeneca, na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na empresa The Body Shop, na prefeitura de Itatiba e na Secretaria de Direitos Humanos, em evento prestigiado pelo prefeito Bruno Covas e por Berenice Giannella, secretária municipal de direitos humanos.

#MeninasOcupam o Ministério Público da Bahia

Kellli, 14 anos, ocupou a Procuradoria Geral do Estado da Bahia.

No dia 11 de outubro, Kelli, de 14 anos, assumiu o cargo de Procuradora Geral do Estado da Bahia. Uma das atividades que Kelli realizou foi recomendar ao Estado e seus municípios que instituam em seus calendários o Dia da Menina. Ainda na Bahia, as meninas ocuparam a Rádio Excelsior, em Salvador.

Você pode conferir os registros das ocupações do Dia da Menina em nossa página do Facebook. Para acessá-la, CLIQUE AQUI.