Plan International Brasil 11 4420.8084

Plan Brasil integra o grupo gestor da Rede Nacional Primeira Infância

Tempo de leitura: 2 minutos

Plan Brasil integra o grupo gestor da Rede Nacional Primeira Infância

Membro da RNPI desde 2010, pretendemos levar ao grupo uma abordagem de gênero. Também já atuamos nos grupos de trabalho sobre saúde, proteção contra as violências e homens pela primeira infância.

Crianças do projeto Cambalhotas, da Plan International Brasil, posam para a foto segurando os desenhos que fizeram. Entre elas, há também uma educadora da primeira infância. O clima é de felicidade.
Na RNPI, pretendemos discutir e compartilhar uma abordagem de gênero para a primeira infância.

A Plan International foi uma das organizações eleitas para fazer parte do grupo gestor da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) em eleição realizada em Brasília, no fim de outubro. Durante essa gestão de três anos, queremos discutir e compartilhar com a RNPI uma abordagem de gênero para a primeira infância.

“É muito importante que essa dimensão seja presente na vida das crianças desde cedo para que elas cresçam e sejam socializadas sabendo que todas as pessoas são iguais”, diz Flávio Debique, Gerente Nacional de Programas e Incidência da Plan International Brasil.

A RNPI reúne mais de 200 organizações de todo o Brasil que atuam na promoção dos direitos de crianças de 0 a 6 anos. O principal objetivo da rede é colocar em prática o Plano Nacional pela Primeira Infância, um documento aprovado em 2010 pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Esse plano, acolhido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência, é o documento norteador das políticas públicas para a primeira infância no país e traz metas até 2022.

Membro da RNPI desde 2010, nós já atuamos em várias frentes do coletivo, como os grupos de trabalho sobre saúde, proteção contra as violências e homens pela primeira infância. Para Flávio, essa participação enriquece os nossos trabalhos, que se beneficiam do compartilhamento de informações e boas práticas entre os membros da rede.

Segundo Flávio, a Plan se dispôs a compor o grupo gestor por acreditar que também tem muito a contribuir com a RNPI. Essa cooperação se fará visível tanto nas discussões relacionadas às agendas internacionais – como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) – quanto nas atuações no nível local, já que somos uma organização muito próxima das crianças, das famílias e das comunidades, onde somos capazes de perceber os desafios e os avanços das políticas públicas.

Há alguns anos, a Plan tem projetos voltados à primeira infância, em especial o Famílias Que Cuidam, que atua nas frentes de saúde, assistência social e educação. Neste ano, também atuamos em parceria com outras organizações no estado de Roraima para capacitar profissionais que atuam no atendimento de crianças refugiadas venezuelanas.

Alguns elementos importantes que a Plan pretende levar para as discussões sobre a primeira infância no grupo, segundo Flávio, são a participação dos homens no cuidado das crianças, o brincar não-sexista, a gravidez precoce e a violência baseada em gênero. “É nessa perspectiva que queremos estar nesse coletivo, reconhecendo esse lugar de diálogo, de compartilhamento, e de efetivação dos direitos das crianças pequenas”, diz Flávio.