Plan International Brasil 11 4420.8084
Tempo de leitura: 3 minutos

Jovens do Programa Adolescente Saudável celebram formatura

Protagonismo, empoderamento e cultura dos jovens marcaram a formatura do programa financiado pela AstraZeneca, que anunciou a continuidade da iniciativa

Grupo de jovens que se formaram na última quinta-feira no Programa Adolescente Saudável
Jovens do Capão Redondo e do Jardim Ângela participaram por um ano do projeto

Nesta quinta-feira (28), as turmas do Capão Redondo do Programa Adolescente Saudável (PAS) finalizaram as suas atividades e se formaram como jovens multiplicadores do programa. O PAS é um projeto realizado pela Plan International Brasil com o patrocínio da empresa farmacêutica AstraZeneca e que busca sensibilizar os jovens sobre os cuidados que precisam ter com sua saúde. Durante as oficinas, eles aprendem a evitar comportamentos de risco, como má alimentação, consumo de tabaco e álcool, entre outros.

O grande dia para os 50 jovens do Capão Redondo e do Jardim Ângela começou com a última atividade de multiplicação do PAS do ano. Durante a manhã, um grupo de seis jovens realizou uma oficina com estudantes de uma escola pública do Jardim Ângela sobre a importância da saúde física e mental.

Cultura e protagonismo na adolescência

A plateia também participou dos momentos culturais que fizeram parte da cerimônia de graduação do Programa Adolescente Saudável
À esquerda diretor financeiro da AstraZeneca, Marc Dunoyer

A cerimônia de graduação dos jovens teve como foco o protagonismo e a cultura dos próprios adolescentes. Alguns dos participantes do PAS se apresentaram com o grupo cultural do Centro de Cultura e Juventude (CJ) Kagohara na Dança do Coco para dar início a cerimônia.

Além disso, o evento contou com a apresentação da poetisa Lilian, 14 anos, que também fez parte do programa. A menina colocou em evidência a violência doméstica e sexual contra a menina e as mulheres na sociedade brasileira. Em sua fala, Lilian convocou meninas e mulheres negras e periféricas a lutarem por igualdade e pela defesa de direitos.

A menina Lilian, participante do Programa Adolescente Saudável, foi aplaudida de pé após recitar sua poesia

Outro ponto importante foi a relação dos educadores com os adolescentes. Muitas vezes ovacionados, os responsáveis pelo PAS receberam agradecimentos e agradeceram aos jovens e as comunidades por terem contribuído para o projeto. “Atuamos com apoio de muita gente, com as escolas, suas famílias, outros educadores e tanta gente que diariamente nos apoia e fez com que tudo isso fosse possível”, disse o educador Dennys Souza.

A educadora Aline Nalon também destacou os esforços dos adolescentes para fazer parte do PAS. Ela lembrou dos que, por precisarem trabalhar, não puderam participar e reforçou a importância dos adolescentes vivenciarem a própria juventude. “Mais do que um momento de certificação, isso é para valorizarmos os esforços que sabemos que cada um de vocês precisou fazer para participar do PAS. O aprendizado é de vocês e isso é uma vitória”, disse ela.

A cerimônia contou ainda com falas de duas adolescentes que representaram suas turmas. Stephany, 15 anos, agradeceu aos educadores do projeto e ao apoio da AstraZeneca e da Plan. “Esse projeto impactou muito a minha vida, realmente a mudou”. Já a adolescente Larissa, 17 anos, falou sobre a importância do projeto para o autoconhecimento dos jovens: “agradecemos muito por participar desse programa e poder aprender tanto sobre nós mesmos e nossa saúde, incluindo a mental”.

Futuro do Programa Adolescente Saudável

O momento de certificação foi de grande orgulho e emoção para os participantes do Adolescente Saudável

O final da cerimônia trouxe ainda mais felicidade para os adolescentes e educadores do PAS. Marc Dunoyer, diretor financeiro internacional da AstraZeneca, prestigiou a formatura e reforçou a importância que a empresa dá ao programa e a seu impacto na vida dos jovens participantes. “A AstraZeneca financia o PAS desde 2010, e estamos garantindo a continuação de programas como esse pelos próximos cinco anos”, prometeu Dunoyer. “Com esse programa, queremos que vocês percebam que podem sonhar e que podem utilizar a sua voz para correr atrás desses sonhos”, concluiu Camila Fagundes, gerente de assuntos governamentais da AstraZeneca.