Plan International Brasil 11 4420.8084
Tempo de leitura: 4 minutos

Primeira Infância é tema de seminário e de premiação realizada pela Plan Brasil em São Paulo

Evento reuniu profissionais de diversas áreas e reconheceu as melhores práticas nas áreas de saúde, educação e assistência social de bairros da Zona Sul de São Paulo.

Auditório do teatro onde ocorreu o III Seminário da Primeira Infância. O público está sentado em cadeiras vermelhas olhando para o palco, onde os palestrantes da mesa de abertura dialogam sentados em cadeiras vermelhas.
Com cerca de 400 pessoas na plateia, o Seminário Intersetorial Primeira Infância reuniu profissionais das áreas da saúde, educação e serviço social.

Profissionais, estudantes e pesquisadores das áreas da saúde, educação e do serviço social se reuniram na manhã do dia 08 de novembro para discutir sobre as potências e os desafios das crianças no III Seminário Intersetorial Primeira Infância, na CEU Dutra, em São Paulo.  O evento faz parte do projeto Famílias que cuidam, realizado pela Plan International Brasil em parceria com a NIVEA, e tem como objetivo promover o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 6 anos por meio de ações intersetoriais.

Um dos principais focos do seminário foi a capacitação desses profissionais para a proteção das crianças. Sobre este assunto, a professora Juliana Fonseca (PUC-SP) repercutiu os resultados de suas pesquisas sobre violências contra crianças e chamou a atenção para a importância de estarmos atentas(os) aos sinais que meninas e meninos nos dão quando algo não está bem. “Foi muito evidente que no primeiro sinal que a criança dá, as pessoas acabam julgando como indisciplina e isso ocorre principalmente na escola. Por isso, é preciso olhar diferente para essa indisciplina”, frisou Juliana.

Uma mulher branca, de cabelos lisos, com uma roupa com estampas diagonais nas cores branco e azul escuro sorri ao segurar um microfone.
Juliana Fonseca repercutiu os resultados da sua pesquisa sobre violências contra meninas e meninos no Seminário Intersetorial Primeira Infância

O seminário abordou, ainda, a necessidade de compreensão dos diferentes modelos de família e como as(os) profissionais podem e devem apoiar no fortalecimento desses núcleos familiares. Para a professora Tatiana Domingues (FAPSS), cada vez mais a sociedade vem rompendo com os estereótipos e as formas romantizadas de família, assumindo, assim, outras e novas configurações. Independentemente de todas as mudanças, proteção e cuidado são funções inquestionáveis do núcleo familiar. Neste contexto, cabe às redes comunitárias, como a própria escola, apoiar as famílias nesse desafio. “Temos que fortalecer e desenvolver as competências familiares para que [as famílias] consigam atuar nas funções de cuidar e proteger”, disse Tatiana.

E um dos pilares para o fortalecimento das famílias consiste na troca de afetos – tema abordado na apresentação do médico e psicoterapeuta Marcos David. Para o especialista, a construção de redes de afeto, que começam desde a vida uterina até a vida em comunidade, protege o bebê e é determinante para o desenvolvimento pleno da criança.

Um homem negro de cabelo curo e barba também curta com alguns fios grisalhos acena com a mão direita enquanto discursa segurando um microfone na mão esquerda. Ele está vestido com um terno bege e camisa quadriculada branca e azul e tem um relógio na mão esquerda. Ao fundo da imagem é possível ver o palco e um pequeno púlpito com três garrafas de água.
“O que fortalece as famílias é a circulação dos afetos”, disse o médico e psicoterapeuta Marco David.

Prêmio Primeira Infância em São Paulo destaca as melhores práticas da Zona Sul da cidade

O encerramento do evento contou com a revelação das organizações vencedoras na primeira edição do Prêmio Primeira Infância em São Paulo, iniciativa que realizamos com o apoio da Nivea e da Prefeitura de São Paulo. A premiação buscou reconhecer as melhores práticas nos setores da saúde, assistência social e educação nas regiões de Capela do Socorro, Campo Limpo, M’Boi Mirim e Parelheiros, todas na Zona Sul de São Paulo.

Para a gerente de sustentabilidade da Nivea, Michelle Guersoni, a valorização e a promoção da intersetorialidade em prol das infâncias e suas famílias integram a agenda de compromissos da marca com a sociedade. Por isso, desde 2014, a empresa apoia o projeto Famílias que Cuidam e agora assume a parceria na realização do prêmio Primeira Infância. “Temos muito orgulho de fazer parte desse movimento pela primeira infância e é através desse trabalho que iremos alcançar nosso objetivo de atender milhares de famílias e ampliar as boas práticas de atendimento.”

A iniciativa também foi celebrada pelo secretário adjunto da prefeitura de São Paulo, Alexis Vargas, que sugeriu ampliar a próxima edição do prêmio para todo o município de São Paulo. “Esse esforço da Plan e da Nivea é fundamental para reforçar a intersetorialidade. Estamos gratos e felizes também por participar dessa premiação e esperamos que no ano que vem a gente amplie a participação para toda a cidade de São Paulo”, disse Alexis.

Para a nossa diretora executiva, Cynthia Betti, a união de diferentes setores em prol da garantia de direitos das crianças é fundamental para que consigamos construir uma sociedade mais justa e com igualdade para meninas e meninos. “Queremos que nossas crianças cresçam felizes, que tenham suas vozes ouvidas e respeitadas”, reforçou Cynthia.

As instituições vencedoras ganharam o valor de R$ 5 mil que serão destinados a melhorias em suas unidades. Confira as vencedoras da edição de 2019:

Saúde: UBS Jardim Eliane

Cinco pessoas, três mulheres e três homens posam para a foto um ao lado do outros. Estão todos sorrindo e as duas pessoas centrais na imagem, uma mulher e um homem, seguram o prêmio de boas práticas na Primeira Infância, uma placa de metal.

Assistência Social: SASF Capão Redondo I

Quatro pessoas, três mulheres e um homem posam para a foto um ao lado do outros. Estão todos sorrindo e primeira pessoa esquerda da imagem, uma mulher negra com calos crespos sorri enquanto segura o prêmio de boas práticas na Primeira Infância, uma placa de metal.

Educação: CEI São Norberto

Quatro pessoas, três mulheres e um homem posam para a foto um ao lado do outro. Estão todos sorrindo e as a mulher no centro da imagem, uma mulher branca de cabelos castanhos lisos, segura o prêmio de boas práticas na Primeira Infância, uma placa de metal.